Une Journée à l’Eurodisney

7 08 2011

Já passou algum tempo desde a minha visita à terra encantada, mas ainda sinto o meu córtex a iluminar-se quando revejo as fotografias. Quer isto dizer que ainda estou a tempo de contar a história.

 

DSC_0424

Existem dois parques, a Disneyland e o Walt Disney Studios. Estive na Disneyland, o outro vai ficar para a próxima.

 

DSC_0423

Na fotografia acima vê-se o hotel principal do parque. O letreiro “Disneyland Park” marca um ponto de quebra no espaço-tempo. Tudo isto sob o olhar atento do Mickey.

 

Do outro lado está um mundo diferente daquele que eu conheço. Música em todo o lado e tudo bonito, embora se sinta que “não é de verdade”. Mas não é mesmo de verdade. Essa sensação é um ponto de contacto com a nossa matriz de realidade.

DSC_0460_1_2_3_4_5_6_tonemapped

 

Naquele mundo há parques de estacionamento para carrinhos de bebés:

DSC_0431

 

É o país da Alice e dos seus amigos:

DSC_0436

DSC_0434

DSC_0452

DSC_0441

 

A multiculturalidade predomina, até há lugar para os piratas:

DSC_0521

DSC_0480

Eles até têm um forte:

DSC_0475_6_7_8_9_tonemapped

 

E por baixo do forte há uma gruta para visitarmos os seus tesouros:

DSC_0481

 

Encontrei o jipe do Indiana Jones, se calhar andava à procura dos piratas:

DSC_0497

 

Como não o vi, calculo que não os tenha encontrado e que tenha decidido apanhar o foguete da “Space Mountain”. Presumo que ele lá estivesse porque como é quase tudo escuro, é natural que não o tenha visto:

DSC_0568

 

Procurei-o por terras do Oeste, mas sem sucesso:

DSC_0577

 

Não desisti e dei uma pequena volta ao mundo à sua procura:

DSC_0584

DSC_0595

Mas… nem Indiana, nem chicote.

 

Percebi que não o ia encontrar e fui à procura de outros amigos. Recuei ainda mais no tempo e acordei na colecção de livros do “tio patinhas” que o meu primo tinha/tem:

DSC_0499_1

O Tio Patinhas propriamente dito, não marcou presença, mas fez-se representar pelo sobrinho.

DSC_0503

DSC_0561

DSC_0536

DSC_0567

DSC_0518

DSC_0532

DSC_0533

Esta viagem foi de tal forma intensa que ainda hoje, mais de 3 meses depois, me lembro da música.

 

No fim tive de voltar ao mundo que tinha deixado de manhã:

DSC_0615_2

 

Balanço final:

Entrar no mundo da Disney é especial. O que me motiva não são as montanhas russas, nem os carrosséis. É fantástico voltar atrás e relembrar as personagens que me acompanhavam quando ainda mal sabia ler o que estava escrito nos balões. Neste sentido trocava bem um bocadinho de Piratas das Caraíbas ou  Toy Story por mais Pato Donald, Mickey e Professor Pardal. Mas percebo que são esses os heróis das gerações mais novas.

 

O castelo da Bela Adormecida estava em manutenção, por isso não tirei fotografias. Mas pareceu-me que deve ficar espectacular sem os andaimes.

 

Beijinhos e abraços!

Anúncios

Acções

Information

2 responses

7 08 2011
Sophi

Visitei este mundo fantástico há quase 10 atrás e teve a mesma sensação de fantasia “boa”!!! Não pensei nem por um momento se era real ou não pois a criança que há em mim não me permitiu duvidar!!! 🙂
Parabéns pelo post e pela visita ao mundo fantástico!

7 08 2011
Tópai

È sempre bom acordarmos a criança que há em nós e passar umas horas noutra realidade bem mais agradavel 🙂
Parabens pelo conto e pelas fotos !!
Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: